Mostrar mensagens com a etiqueta Bispo Edir Macedo. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Bispo Edir Macedo. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 30 de março de 2012

Bispo Macedo no Facebook

Campanha Bispo Macedo no Facebook: Acesse facebook.com/BispoMacedo e Clique em CURTIR.

"O conquistador se distingue por sua determinação. Sua natureza é idealista. Obstinado na sua crença. Perseverante na sua fé. Firme e consistente na sua posição. A morte não o assusta. Está pronto para sacrificar tudo por aquilo que acredita.

O conquistador é obediente e disciplinado. Suas emoções são servas de sua razão.
O Espírito de Deus está à procura de gente assim."
Obrigado pela seu Comentário!

terça-feira, 20 de março de 2012

O Bispo Macedo está doente?

Veja o resultado do diagnóstico realizado pela Drª Eunice Higuchi

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Reliquias da Igreja Universal, alimento para o Jejum de Daniel

BP MACEDO SENDO AMEAÇADO POR UM PAI DE SANTO, confira o vídeo!


Obrigado pela seu Comentario!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Estudo Bíblico: A ação do Espírito de Deus

Bispo Macedo
A lição mais importante na libertação do povo de Israel do Egito (Êxodo 12.31­36) é que não há outro caminho a tomar para o livramento das pessoas presas ao "Egito" espiritual senão a manifestação do poder de Deus.

De fato, o Faraó já tinha visto muitos sinais do poder de Deus, incluindo a transformação do cajado de Moisés em serpente, e mais dez sinais de autoridade suprema de Deus, quando da retirada das pragas, também incluindo a destruição das serpentes dos mágicos egípcios pela serpente de Moisés. Mesmo assim, o seu coração não se manteve inalterado. Na última praga não houve volta ou recuperação dos primogênitos mortos, e foi justamente aí que Faraó não resistiu a pressão do povo de Deus e, contrariando o seu próprio coração, teve que permitir a saída dos hebreus.
Temos a mesmíssima situação nos dias atuais: há pessoas que querem largar definitivamente a vida de escravidão em que vivem, mas existem" faraós" que não querem permitir-lhes que saiam, e é aí que as pragas se fazem necessárias sobre os "faraós" deste mundo.
Os filhos de Deus têm de encontrar favor da Sua parte para despojarem os filhos do diabo, para que todos saibam que o Senhor nosso Deus não é semelhante aos deuses deste mundo. Ele mesmo disse: "Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não serve." (Malaquias 3.18).
Ora, por que esperarmos a "outra vez"? É certo que Deus quer manifestar a Sua grande glória e poder neste mundo imediatamente; Ele, porém, depende de pessoas que não tenham medo de errar, arriscar, agir, lutar e conquistar!
Quando manifestamos a certeza e cobramos o que Deus tem prometido é Ele corresponde à nossa oração! Deus é Espírito, e a palavra "espírito", no original, dá idéia de vento, sopro, fôlego. A definição tanto de vento quando de sopro ou fôlego é "ar em movimento". Se nós, cristãos, temos o Espírito de Deus, se isso é realmente uma verdade assumida e crida de todo o coração, se realmente acreditamos nisso com todas as nossas forças e de todo o nosso entendimento, significa que nós temos o Ar de Deus em movimento dentro de nós!
O sopro, o fôlego e o vento de Deus é o Seu Espírito em ação por intermédio de Seus filhos, e este vento dentro de nós não pode ser abafado, seguro ou amarrado! Como alguém pode segurar o vento? É isso possível? É claro que não!
Deus colocou o Seu vento dentro de nós da mesma maneira pela qual formou o homem do pó da terra e soprou nas suas narinas o fôlego da vida (Gênesis 2.7). No vale de ossos secos, também o sopro de Deus fez tornar à existência uma multidão de cadáveres que, antes, eram apenas ossos secos (Ezequiel 37.9). Quando o Senhor Jesus apareceu aos discípulos, que até eram covardes e estavam reunidos a portas fechadas, com medo dos judeus, logo mudou aquela situação, soprando o Seu Espírito sobre eles. A partir daí, o medo sumiu e eles passaram a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus para todo o povo, sem receio de serem aprisionados ou mortos.
Deus tem estado dentro do verdadeiro cristão como se fosse um vento, levando-o quer para um lado quer para outro, mas sempre em movimento! Como pode alguém com Deus dentro de si ficar parado? É impossível!
O Senhor Jesus mesmo disse: "O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito Santo." (João 3.8). Quando o cristão é verdadeiro, o Espírito o carrega para onde quer. Então ele se movimenta, age e se agita dentro de si mesmo, produzindo algo grande para a glória de Deus, porque é nascido de Deus e tem as características d'Ele em si mesmo.
Obrigado pela seu Comentario!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Dracma perdida - Visita Missionaria do Bispo Macedo a Lisboa,(regresso) de Itália

A fé exige imaginação, a fé é certeza de coisas que se esperam. Você imagina algo você quer chegar e persegue aquele alvo, isso chama-se fé
Quando a pessoa nasce de Deus, nada tem sentido sem . Jesus nos fala de um comerciante de pérolas e que se dispõe de tudo para adquirir aquela pérola, assim é Jesus. Quando temos um encontro com Deus, nada mais é importante na nossa vida.
“Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma, não acende a candeia, varre a casa e a procura diligentemente até encontrá-la? E, tendo-a achado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu tinha perdido.” Lucas 15.8-9
A dracma era algo muito valioso, pois a mulher tinha dez ao perder uma, ele procura diligentemente a dracma perdida pois ela era muito valiosa. A nível económico, esta dracma não vale mais que um dia de trabalho, uma moeda que tinha apenas um valor irrisório.
“Qual é o maior sonho de um adulto?”, perguntou o orador. O seu maior sonho é casar, ter alguém ao seu lado ao longo da vida, acontece com todos os seres humanos. Este dracma perdida não tinha um valor económico, mas sim simbólico, ela fazia parte de um conjunto de dez dracmas que formavam um colar que era um costume na época de Jesus, pois o rapaz presenteava a sua noiva com um colar de dez dracmas. Estas eram um sinal do seu compromisso firmado entre o casal, e se ela perdesse uma das peças, o colar ficaria incompleto e se as pessoas vissem que faltava uma peça, ela seria considerada como impura, como se não levasse a sério o seu compromisso, deshonrando a palavra empenhada para com o noivo, ao faltar uma peça do seu colar, isto era motivo de vergonha para ela e deshonra para o seu noivo.
Este colar com dez dracmas representava a aliança entre os dois, a mesma que aconteceu entre Deus e o seu povo no Monte Sinai. Uma aliança se faz no empenho da palavra, da honra, nos dias de hoje existe uma série de passos que as pessoas têm que tomar para casarem-se. Nos tempos bíblicos valia a palavra empenhada. Deus empenhou a sua honra fazendo uma aliança com o seu povo, e deu a sua palavra escrita, os dez mandamentos, se o povo aceitasse os termos daquela aliança, Deus assumiu o compromisso de os abençoar.
Ao subir no altar para cumprir o seu sacrificio, e será cobrado de Deus a palavra empenhada naquele monte, a Sua palavra. Ao cumprir a sua parte, estará obedecendo aos termos da palavra dada por Deus, e assim estabelece-se um aliança entre você e Deus, um casamento. Deste casamento nasce uma nova criatura.
O colar representava a aliança entre o casal, se faltasse uma peça, uma dracma então é como se a pessoa tivesse feito uma aliança com Deus lá no Sinai porém cumpre apenas nove mandamentos, mas não o décimo ou um dos dez mandamentos. Ao não cumprir os dez mandamentos ou cumprimos todos ou não cumprimos, para que possa cobrar de Deus, o que Ele prometeu no Monte Sinai.
Ao perder uma das dracmas, ela ficou desesperada, pois o seu casamento estaria em risco. No entanto, muitos são aqueles que “desenpenham uma responsabilidade na igreja, mas estão perdidos, pois vivem de aparência”, afirma o orador. Estes estao apagados no seu relacionamento com Deus, ou seja são dracmas perdidas. Assim como é referido nas Sagradas Escrituras, a dracma não foi perdida na rua, mas sim dentro de casa. Muitos estão na igreja e perderam o contacto com Deus, cultivam uma fé apenas tradicional como antigamente.
Pense a respeito da situação em que se encontra, pois o seu noivo Jesus e se você perdeu uma dracma, também perdeu o contacto com Ele, uma virtude Dele. Jesus disse que ela perdeu a dracma e a primeira coisa que ela fez foi acender a luz, pois não a poderia achar com a luz apagada. A luz representa o encontro com Jesus, quando reconhecemos que a nossa comunhão com Deus já não é a mesma, e que no fundo somos uma dracma perdida. A primeira coisa que tem que fazer é acender a luz ou buscar esta luz, confessar diante de Deus. Quando estamos com Deus estamos na luz, mas ao nos afastarmos sobre encobertos pelas trevas que nos impedem de enxergar.
“ Aquele que anda nas trevas não tem a luz da vida”. A mesma mulher acendeu a luz e confessou a situação na qual se encontrava. Ao aproximar-se da luz reconhece e toma a decisão e aí ela é achada novamente. Aquela dracma é tao valiosa que quando ela acha Jesus, ela celebra e quer que todos saibam achou a dracma perdida, recompôs o seu colar, o seu compromisso com o seu noivo que é Jesus.
Não importa o que falem de nós, o que importa é que encontramos a dracma perdida. Há mais jubilo por um pecador se arrepender do que mil justos.
 fonte:IURD.PT

Obrigado pela seu Comentario!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Acreditar vs Ver - (inédito) Visita Missionaria do Bispo Macedo em Italia

Neste domingo dia 13 de Novembro, a Itália recebeu a inédita visita missionária do bispo Macedo
Existe um imensurável valor quando se recebe o novo nascimento. Nesta visita missionária a Itália, o bispo Macedo falou acerca da importância do novo nascimento, frisando a passagem bíblica de João 3, explicando assim, que se uma pessoa não “morrer” para este mundo, renunciando as vontades da sua natureza terrena, jamais poderá receber o milagre da salvação. Segundo o bispo, – “nem sempre a crença em Deus é traduzida em respostas para as necessidades humanas. A pessoa crê que Deus existe, no entanto, inúmeras vezes, há uma grande discrepância entre o acreditar em Deus e a Sua manifestação na vida do ser humano”.
O bispo Macedo, chamou à frente do altar as pessoas que desejavam nascer de novo, e em seguida fez uma oração especial em seu favor. Orou também por aquele país e ressalvou a importância de tantas pessoas, através da fé, terem tido as suas vidas transformadas, famílias que foram restauradas e pessoas livres de inúmeras dificuldades em que se encontravam.
Posteriormente, o bispo Wagner falou sobre a Fogueira Santa do Monte Sinai, e mencionou que é uma oportunidade para aqueles que querem ver o impossível acontecer em todas as áreas da sua vida.
Na oportunidade, foi transmitido o caso verídico de Miriam: que de um estado de desespero, ausência de esperança, vida infrutífera e infelicidade; alcançou uma vida abundante e feliz.
Foi uma reunião extremamente especial. Era visível a paz e a alegria da salvação na vida daqueles que se entregaram a Jesus de todo o coração.
Cenáculo do Espírito Santo de Roma
Viale di Porta Triburtina 18/20
(zona San Lorenzo)
Tel: +39 06 447 025 66


Obrigado pela seu Comentario!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Aprender a ouvir é uma virtude, ... Visita missionaria do Bispo Macedo a Portugal

“Por que?”foto




Aprender a ouvir é uma virtude, todavia, poucos conseguem desenvolver esta capacidade. Mas será que você passaria a escutar se a sua vida dependesse disso?
“A lâmpada pode ser perfeita, mas se não houver energia ela permanecerá apagada, nunca será acesa.” iniciou o encontro o bispo Macedo no passado domingo, deixando também claro que embora possamos ser lâmpadas apagadas, se escutarmos a Voz, a Energia de Deus, irradiaremos luz, ou seja, a nossa vida será transformada.
“Contudo, para a sua vida ser transformada, para ter esta Energia dentro de si, você tem que ouvir a Sua Voz. Jesus tem o desejo de falar consigo, pois Ele quer mudar a sua vida e é com a Sua Palavra que Ele faz grandes maravilhas nas nossas vidas!”, disse o Bp. Edir Macedo, na reunião dedicada às famílias. Para ilustrar o seu exemplo, o orador mencionou o percurso que um médico, advogado ou engenheiro faz. Na verdade, o que eles recebem no decorrer dos seus cursos é pura teoria, ou seja, são informações que se traduzem em palavras. Todavia, eles pegam nessas informações e transformam em know how, em técnica, ou seja, aplicam esse conhecimento à prática. “São essas ‘palavras’ que fazem dele um médico, um dentista, um advogado, um psicólogo e aí por diante! É isso que faz dele um profissional, uma pessoa competente.
Os engenheiros fazem edifícios de 100 andares, pontes com quilómetros de distância, algo que achamos verdadeiras maravilhas; um médico é capaz de abrir o corpo de uma pessoa, fechar e mandar a pessoa para casa perfeitamente curada. E tudo isto funciona à base da palavra, ou seja, com a palavra a pessoa funciona como um instrumento de realizações, de maravilhas neste mundo.
Então, imagine a pessoa receber a Palavra de Deus, do que ela não será capaz de fazer? Reflita: o poder da Palavra de Deus é menor, igual ou superior ao poder da palavra de um médico, advogado ou engenheiro? É claro que é maior! Para ser um profissional isto exige anos de estudo, todavia, você pode nem sequer ter a instrução primária, mas fará coisas incríveis e superiores a qualquer profissional liberal que exista neste mundo, isto porque é a Palavra que sai da boca de Deus que opera toda a diferença na vida das pessoas, que as transforma, tornando possível o que outrora era impossível! Quando a Palavra de Deus sai da Sua boca e penetra no nosso coração tornamo-nos novas criaturas, novas pessoas! O passado termina, dando origem a uma nova vida. Isto é o que acontece quando a pessoa dá ouvidos à Palavra de Deus.
Quantas vezes os médicos erram? Edifícios ou pontes caem? Todavia a Palavra de Deus nunca erra, não é capaz de falhar, ela tem um poder que as pessoas naturais não entendem, só quem raciocina, quem pensa, pode descobrir o Seu Poder! Quando Jesus olha para nós, seres humanos, vê-nos como almas, Ele não olha como homossexual, homicida, bandido ou pedófilo. Ele não olha pelo que a pessoa é ou faz, mas sim apenas como uma alma. Então, quem quer que venha até Ele, independentemente de religião, equipa desportiva, cor, grau de instrução ou posição social, o que Ele vê é a fé!”, revelou o bispo.
Para ilustrar a mensagem foi mencionado o exemplo do centurião romano, que procurou a ajuda de Jesus pois o seu servo estava doente. Para aquele homem, que nem sequer era judeu, apenas a Palavra de Jesus bastava, pois ele reconhecia o poder da palavra, já que era um homem que estava sujeito e que sujeitava outros à autoridade. Jesus ficou maravilhado, pois tinha sido a maior demonstração de fé que Ele encontrara em toda a nação de Israel. “E esta Sua Palavra está disponível para todas as pessoas, cultos e incultos, brancos, negros, asiáticos, portugueses, brasileiros, seja lá quem for, pois quando alguém escuta esta Palavra e a coloca em prática, esta pessoa passa a ter a autoridade de Deus para fazer aquilo que Cristo fez enquanto esteve aqui no Mundo!”, exortou a uma plateia lotada, deixando claro que cada uma das pessoas ali presentes pode fazer a mesma coisa, pois a sua palavra, subjugada à de Cristo, também transporta o mesmo poder.
“Muitos questionam-se por que é crêem, oram, mas não conseguem alcançar os benefícios da fé? O problema é que, ao mesmo tempo que você fala com Deus e pratica a sua fé, quando você sai da Igreja e está num ambiente nocivo, no meio de discussões e da desarmonia, chega à conclusão de que nasceu para sofrer! Começa a desejar o mal a quem lhe fez mal, ou seja, todas as suas palavras de medo, dúvida, reclamação e lamento, lá fora, começam a neutralizar a sua fé, porque quando você confessa uma coisa, isso começará a acontecer! Assim que você falou, lançou a sua sorte e é exatamente por isso que muitos não são abençoados!”, concluiu o orador, explicando que só mudando esta perspetiva é que é possível, verdadeiramente, alcançar o milagre!
Para o bem ou para o mal, a nossa palavra será sempre determinante para o desfecho da nossa história e este será benéfico apenas se a sua palavra estiver subjugada à Voz de Deus.
Obrigado pela seu Comentario!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Visita Missionaria do Bispo Macedo a Portugal - A química do Sacrifício

As regras aplicam-se a quase tudo o que desejamos ver bem feito na vida. E a fé não é exceção. A grande realidade é que ela tem que estar despertada e, para isso acontecer, o sacrifício é o caminho mais eficaz.
“Qual a razão do sacrifício?”, foi desta forma e sem meias palavras, que o bp. Edir Macedo deu início à reunião que estava marcada para acontecer na passada manhã do dia 30 de outubro, às 9h30.
“Esta é a pergunta que muitos colocam, ou seja, questionam-se sobre o motivo de terem de sacrificar para conquistar as bênçãos de Deus, as quais Ele prometeu. ‘Se Ele prometeu basta-me apenas tomar posse!’, poderá você dizer. É verdade, só que as promessas de Deus não se cumprem de forma tão simples como pensamos. Em todas as promessas de Deus tem que haver uma parceria dos que nelas crêem com Deus, ou seja, funciona tal como um casamento. Para além do amor, as pessoas têm que acreditar uma na outra, tanto que renunciam à vida de solteiro, à liberdade, para se associarem à outra pessoa e, assim, estabelecerem uma família, um lar, uma instituição.
Todavia, mas não basta homem e mulher juntarem-se para formarem um casal ou representarem um casamento, pois todo o início necessita de regras! Quando duas pessoas se associam estabelece-se regras, leis, uma disciplina. É por este motivo que os dois têm que namorar, noivar, conhecerem-se. Desta feita, casar não é difícil, contudo, manter a união já é outra conversa. E por que é que isto acontece? Porque ambos têm que sacrificar para que a união se mantenha! Sacrificar a sua vontade, o seu eu… pois ninguém aceita uma imposição do outro, tem que haver um acordo entre os dois, um sacrifício! É uma espécie de dança, na qual ambos vão acertando os passos até que saia perfeita! Assim funciona com Deus, nós fazemos a nossa parte e Ele faz a d’Ele! Porém, fique ciente de que o Deus quer para nós é o melhor!”, exortou o orador.
Fórmula infalível
“Nós não podemos impor a Deus a nossa vontade e nem Ele nos impõe a d’Ele! Deve existir uma submissão da nossa vontade à Sua para que sejamos felizes na Terra. Qualquer coisa que Ele nos tenha prometido depende também da nossa participação, do nosso sacrifício, da nossa disponibilidade em tomar posse. Isto acontece porque se as promessas de Deus fossem derramadas sobre nós como a chuva, ninguém lhes daria o devido valor”, assegurou o bispo. É por este motivo que para o povo de Israel teria de sair do Egito por meio de uma ação de coragem: “Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte.” (Êx 3.19)
“Deus sabia que o faraó representava o mal, o próprio diabo. Ou seja, entre você e as promessas de Deus existe um verdadeiro precipício, que você terá de atravessar para tomar posse!”, disse. Para colmatar esta realidade, de que todos temos que lutar, sacrificar, mostrar a nossa fé para conquistar, o orador ressalvou o caso dos cegos a quem Jesus curou. “Jesus curou cegos dizendo: ‘Você crê que eu possa fazer isto?’ e eles respondiam ‘sim, cremos!’ e então Jesus assegurava ‘seja feito conforme a sua fé!’ e eles ficavam curados. O cego Bartimeu clamou a Jesus por duas vezes e Jesus parou e fez conforme a fé dele.
Todavia, houve um outro cego que foi diferente. Este estava à beira do caminho, era invisual de nascença e não clamou por Jesus. Por isso, para despertar a fé daquele cego, Jesus fez lodo com a Sua saliva e mandou que ele se lavasse no tanque de Siloé. Foi aqui que ele acreditou, que a sua fé foi despertada, tudo acompanhado do seu próprio sacrifício. Esta é a química da fé, do sacrifício, que faz você despertar para lutar por aquilo em que você acredita, por isso a existência do sacrifício!”, finalizou o orador.
veja a baixo os vídeos desta Reunião! 
MONTE SINAI E O SACRIFICIO




CASAMENTO E UM SACRIFICIO


SACRIFICIO E A RENUNCIA DA VONTADE


PARCERIA COM DEUS EXIGE SACRIFICIO

Obrigado pela seu Comentario!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Produza o seu milagre - Visita Missionaria do Bispo Macedo na África do Sul

Bispo Macedo encoraja o povo da África do Sul a usar a autoridade que Jesus lhe deu para superar os problemas
“Quando você acredita em Jesus e tem uma conexão com Ele, tudo que é supostamente impossível torna-se possível. A fé que o Senhor Jesus possuía é a mesma energia que você tem dentro de si.” Essa foi a mensagem de fé que o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, transmitiu no Cenáculo do Espírito Santo em Khayelitsha, na cidade de Cape Town, na África do Sul, no último domingo (09).
O bispo encorajou todos os presentes a usar a autoridade que Jesus lhes deu para superar os problemas que enfrentam na vida. Ele deu como exemplo a figueira que secou, citada em Marcos 11:20. “Jesus amaldiçoou a figueira. Suponha que você tenha muitas figueiras em sua vida. Podem ser problemas familiares, doenças ou questões financeiras. Através dessa citação bíblica, nos é passado o segredo da fé. Você tem a mesma fé para realizar o que o Senhor Jesus realizou. Quando quer alcançar um objetivo, deve empregar toda a sua força, energia e capacidade; isso o leva em direção aos seus sonhos. Você tem o poder para superar todos os seus problemas quando usa o nome de Jesus”, afirmou.
Bispo Edir Macedo continuou dizendo que quando as pessoas têm os mesmos pensamentos de Deus, elas têm o Espírito dEle com elas. “Quando você põe a Palavra de Deus em prática, ninguém pode detê-lo e nada pode impedi-lo de conquistar o que deseja. Uma palavra apenas e sua vida mudará”, frisou.
Ele aconselhou os presentes a não depender de orações de bispos e pastores, ensinando todos a usar o poder que há dentro de cada um para realizar sonhos. “Há muitas pessoas que acreditam em Jesus, mas poucas têm o que Ele prometeu. A maioria quer que alguém faça o que ela mesma pode fazer”, ressaltou o bispo.
Depois do encontro, houve vários testemunhos. Dona Yolisa, por exemplo, disse que a mensagem recebida a ajudou muito. “Eu aprendi que tenho o poder de superar todos os meus problemas. Tenho o instrumento em minhas mãos e vou usá-lo para realizar meus sonhos. Eu estava muito emocionada depois que o bispo saiu do altar. Apesar de não tê-lo tocado, recebi a energia de Deus e mais milagres acontecerão em minha vida.”

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Fé e Coragem

Fé e coragem andam juntas. Não há fé sem coragem, assim como não há coragem sem fé. Uma depende da outra para se conquistar.
Três vezes Deus ordenou Josué ser forte e corajoso. A força aqui não trata do vigor físico. Mas a força espiritual que diz respeito a convicção pessoal.
Tudo na vida depende de fé e coragem. Fé para acreditar em si mesmo e sobretudo em Deus; coragem para colocar essa fé em prática.
A fé tem de ser focada em parceria da pessoa com Deus. Fé em si mesmo e em Deus. Quando a fé é focada só em Deus não funciona. É o caso, por exemplo, dos religiosos. Aprenderam a crer em Deus, mas não em si mesmo. Daí a falta de força necessária para se praticar a fé. Por conta disso não se vê resultados práticos da fé no dia-a-dia.
Apesar de ter sido chamado, escolhido e ungido Josué tinha de observar o conselho Divino para ser bem sucedido. Deus insistiu três vezes consecutivas para ele ser forte e corajoso porque disso dependeria seu sucesso. Moisés já lhe tinha dado o mesmo conselho antes. E Davi também passou o mesmo para Salomão.
Será que esse conselho já perdeu o sentido hoje em dia? Qualquer conquista, incluindo a salvação eterna, depende desse conselho colocado em prática.
A ordem Divina é: fé e coragem! Em outras palavras: sê forte e corajoso!

BP. Macedo

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Antiespíritos santos



Muito tem se ouvido falar sobre o anticristo. Sabe-se que sua manifestação se dará logo após o arrebatamento da Igreja. Os cristãos, em geral, têm estado atentos a esse fato e se esquecido de outro.
Entretanto, quase que desapercebidamente e sorrateiramente há um perigo infernal já ceifando milhões de crentes incautos. É o ministério atuante do antiespírito santo.
Em o Nome do Espírito de Deus, o antiespírito santo tem operado de forma livre e tem sido muito bem aceito entre as lideranças do mundo evangélico, dentro das igrejas.
O diabo tem se dobrado em gargalhadas por conta desse espírito enganador. Os giro-giros e cai-cais que ele tem promovido na bruxaria tem se repetido entre grande parte dos crentes evangélicos. Quem quiser comprová-lo basta assistir neste blog ao vídeo com o tema: Qual a diferença?
Assim como o anticristo carrega em si a máscara do engano, o antiespírito santo também o faz, até com maior sucesso.
A diferença de ação entre os espíritos do anticristo e dos antiespíritos santos é que estes têm agido de forma escancarada, sem a mínima preocupação de serem desmascarados, já que a perturbação e cegueira espiritual de suas vítimas são imensuráveis.
Acuados, seus adeptos têm medo de resisti-lo, pelo fato de pecarem contra o Espírito Santo.
Mas eis-me aqui para afirmar categoricamente que todos os espíritos do cai-cai, do gira-gira etc. vêm do mesmo lugar do anticristo. E para provar o que digo, basta avaliar a qualidade de vida dos que aceitam girar e cair.
Quem é de Deus fuja dessa gente enquanto há tempo.
Veja também:
- Qual a diferença?
- Cair no "Espírito"
- Entrevista com uma ex-mãe de santo
- Ganância do falso
- Como saber quem é de Deus?

Bispo Edir Macedo desmente a revista veja e fala sobre a TV Record

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Parceria com Deus

Bispo Macedo ensina que o milagre acontece quando o ser humano absorve os pensamentos divinos
“A bênção de Deus não é como um passo de mágica. Ela acontece quando o ser humano absorve os pensamentos divinos e os coloca em prática. Então, quando isso acontece, não tem como algo dar errado em sua vida.” A afirmação foi feita pelo bispo Edir Macedo durante o programa desta terça-feira (06) na IURD TV, quando ele revelou o segredo para que aconteça o milagre na vida daqueles que creem.
Segundo o bispo, a fé inteligente funciona da seguinte forma: a pessoa crê em Deus e também nela própria. Essa parceria do ser humano com Ele é que faz a diferença. “Quando você entende e age dessa maneira, não tem diabo, olho grande, bruxaria ou inveja que possa impedi-lo de alcançar o seu objetivo. Você não vai precisar de favor de ninguém. Vai contar consigo mesmo e com Deus, e isso se chama fé inteligente”, disse.
Para aqueles que são cristãos, dizimistas fiéis e batizados com o Espírito Santo, mas a vida não condiz com as promessas feitas na Palavra de Deus, o bispo esclarece por que isso acontece. Segundo ele, o versículo 36 do capítulo 11 do livro de Lucas tem a resposta.
“Se, portanto, todo o teu corpo for luminoso, sem ter qualquer parte em trevas, será todo resplandecente como a candeia quando te ilumina em plena luz.” (Lucas 11.36)
“Nos versículos anteriores, Jesus diz assim: ‘são os teus olhos a lâmpada do teu corpo; se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; mas, se forem maus, o teu corpo ficará em trevas. Repara, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas’ (leia Lucas 11.34, 35). O que Deus fala através desses versículos é muito forte. Há pessoas que dizem crer em Deus, mas uma parte delas tem luz e outra está em trevas”, enfatizou.
De acordo com o bispo Macedo, muitos dos que afirmam serem fiéis a Deus estão com a vida estagnada. “Se nada acontece na sua vida, é porque há uma chance de ter parte do seu corpo em trevas e isso ocorre por causa dos olhos. Às vezes você é uma pessoa íntegra, de bom caráter, com conduta exemplar, mas é maliciosa, somente observa os defeitos dos outros. Todos nós erramos, mas quando você só nota os defeitos, então é porque seus olhos são maus (leia Mateus 6.22,23)”, alertou.
Para os que observam os defeitos e também as virtudes das outras pessoas, o bispo esclarece que parte dela é luz e outra está em trevas. “Quem é de Deus quer o bem-estar do semelhante, não importa quem. É por isso que muitas pessoas estão na igreja, mas não desenvolvem a fé, porque elas mesmas impedem a ação dEle. O homem e Deus têm de trabalhar juntos, assim como no casamento. Há uma concordância, então, quem pode impedi-lo de tomar posse daquilo que você projeta?”, questionou.
O bispo Macedo salientou que quando a pessoa tem parte dela em trevas, ela já não consegue compreender os ensinamentos de Deus. Para que ocorra a mudança, é necessário que seja feita uma autoavaliação para verificar onde é necessário mudar.
“A pessoa de Deus tem o comportamento distinto e exala o perfume de Jesus por onde quer que vá. Teve uma vez que certa pessoa veio falar comigo de uma roupa apertada que alguém estava usando na igreja. Eu questionei: ‘Você já parou para pensar que ela pode ter engordado e não teve como trocar o vestuário ou está com a situação financeira apertada?’ Nós não sabemos o que tem acontecido na vida do outro e é por ter esses bons olhos que é feita a diferença entre os que agradam a Deus e os que não agradam. Quando a pessoa é de Deus, não existe branco ou negro, mulher ou homem, rico ou pobre. O que existe é a alma. Na Nova Jerusalém, ninguém vai ter um corpo melhor do que o outro. Tudo vai se fazer novo, mas para chegar lá tem de pagar o preço (leia Apocalipse 3.12; 21.2)”, concluiu.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

O espírito do engano

Bispo Macedo afirma que estar na igreja não significa estar diante do trono de Deus




No programa desta quinta-feira (1º), na IURD TV, o bispo Macedo falou sobre o espírito do engano que atua em muitas igrejas, na vida das pessoas. E alertou os ouvintes sobre a ideia de conversão que muitos nutrem, mas que não passa de um engano maligno.

“Muitas pessoas se dizem convertidas, mas têm sido iludidas pelo espírito do engano. O espírito enganador só prevalece porque as pessoas não pensam. Quando elas começam a pensar, o espírito do engano bateem retirada. Quandoa luz chega, as trevas se dissipam”, ressaltou o bispo.

Para ilustrar sua mensagem, ele fez a seguinte comparação: “Quando um país é deficiente na educação do seu povo, quando o povo vive sem saber ler, sem saber escrever, quando não tem acesso à cultura, não tem o direito de pensar, de racionar, esse país se torna escravo da miséria, da desgraça, do abandono e da injustiça. Quando seu povo tem acesso à informação, à escola e à cultura, então o seu povo começa a pensar, a raciocinar e descobre seu potencial. Trazendo isso para o reino de Deus, enquanto as pessoas vivem dentro das igrejas na base das emoções, elas são ignorantes.”

“Quantas não têm sido as pessoas enganadas pela fachada, pela imponência que o cargo lhe dá? O mais importante não é ser pastor, bispo, ou seja lá o que for; o importante é ser filho de Deus. Uma pessoa de Deus é firme, segura, sabe o que quer e sabe onde vai chegar. Quando a pessoa vive na base da emoção, ela dá muito valor a nomes, a títulos. Quem é de Deus não está preocupado com títulos e aparência, mas com o seu coração, que deve estar de acordo com a palavra de Deus. Porque é isso que vai conduzi-lo à salvação eterna”, destacou o bispo.

Durante a programação, ele também falou sobre o anticristo e alertou os ouvintes da Rede Aleluia e internautas: “Quando uma pessoa está numa igreja não significa que ela está diante do trono de Deus. Tome cuidado, porque o espírito do engano é o espírito do anticristo. Ele é chamado de anticristo porque ele é anti o Senhor Jesus. Ele tem a aparência de Cristo, uma aparência suave, humilde, gloriosa, mas não tem nada a ver com essa aparência. Por trás dessa imagem há um lobo. Assim é o espírito enganador.”

“É importante você saber que muitas igrejas, eu diria a maioria, inclusive as evangélicas, são como supermercado, que tem de tudo, você compra o que quiser. Mas você tem que usar seu intelecto, se não vai sofrer frustrações e até ficar com raiva de Deus, pensando que Ele tem a ver com esse tipo de trabalho”, explicou o bispo, destacando o Trecho Sagrado contido em Mateus 24:4-5. E acrescentou: “Você tem que ter o discernimento espiritual. Não apenas ser nascida do Espírito Santo, mas, também, ter recebido o Espírito Santo”, enfatizou.
Tatiana Alves
redacaoiurd@arcauniversal.com

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Trajetória de sucesso

Jovem conta que perdeu os pais na infância, envolveu-se com o tráfico de drogas, mas conquistou uma vida transformada através da IURD
A bancária Adriana Souza, durante o programa do bispo Macedo na IURD TV, desta quinta-feira (18), testemunhou sua transformação de vida. A jovem, que perdeu os pais quando ainda era criança, contou sobre sua terrível trajetória antes de chegar à Igreja Universal.
“Quando estava entre os 4 e 5 anos de idade, minha mãe alugou um espaço em nosso quintal, para ser a casa dos encostos. Assim, desde pequena me via envolvida com eles. Por conta disso, eu era uma criança totalmente perturbada. Eu via o diabo sempre em meus sonhos. Fui até levada ao psiquiatra.”
Adriana conta que seus pais expulsaram a mãe de encosto após uma briga que tiveram. “Naquela mesma semana, minha mãe morreu vitimada por um derrame cerebral. Meu pai, por sua vez, foi definhando até morrer”, recordou-se.
Após a morte dos pais, Adriana e sua irmã Solange, na época com 6 e 10 anos, respectivamente, foram morar com uma tia, mas, para piorar o sofrimento, o tio abusava sexualmente delas. “Não contamos para nossa tia porque não tínhamos para onde ir. Minha irmã sofreu ainda mais, pois, além de tudo, tinha que fazer todas as tarefas de casa no lugar da minha tia. Meus tios eram religiosos, todos os domingos nós íamos à missa”, disparou a bancária.
“Tive a minha infância roubada. Além disso, eu não saía, vivia enclausurada. Nós nunca fomos a um passeio da escola porque meu tio não deixava, nem podíamos passar o fim de semana com parentes. Quando eu estava com 16 anos e minha irmã com 20, fugimos de casa. Fomos morar numa vaga, um lugar onde a gente só tinha o direito a dormir.”
O tempo passou e nada mudou na vida de Adriana (foto ao lado). Ela começou a buscar nas noitadas coisas que a fizesse esquecer a amargura em que vivia. “Eu cresci uma pessoa muito vazia, saía todos os dias tentando preencher esse vazio. Ia para baladas, traficava drogas e me prostituía. Na verdade, eu queria uma vida de glamour. Minha irmã chegou a dizer que tinha nojo de mim, pois eu havia me tornado uma pessoa insuportável”, contou.
“Quando cheguei à igreja, eu estava desenvolvendo sintomas de depressão. Já havia tentado o suicídio, tomado vários remédios. Na primeira vez que entrei na IURD, uma moça me deu uma Bíblia e eu já percebi a diferença. Vi amor nas pessoas, coisa que não tinha no mundo”, enfatizou a jovem.
Mesmo estando na igreja, Adriana confessa que ainda frequentava baladas, mas tinha a consciência de que precisava abandonar os maus hábitos. “Eu era sincera e pedia para Deus arrancar aquele desejo, e aos poucos Ele foi tirando. Levei dois anos para me converter de verdade. O mal me atormentava dizendo que eu não ia conseguir”, lembrou-se.
Durante o programa, bispo Macedo perguntou à jovem se foi fácil receber o Espírito Santo. “Não, bispo”, respondeu. “A pessoa tem que querer e tomar atitude. Tive que arrancar o sentimento para ter a minha salvação. Só depois de dois anos buscando, lutando que recebi o selo com o Espírito Santo”, destacou Adriana.
Hoje, com a vida completamente transformada e uma conduta exemplar, Adriana afirma que conquistou o amor e o carinho da irmã e o respeito de seus familiares. “Eu tinha vergonha dela. Ela se orgulhava de coisas que eu repudiava. Hoje, ela se comporta de forma decente. Eu não tinha família, mas, agora, eu posso falar que tenho uma irmã que me ajuda espiritualmente”, contou a irmã Solange Fernandes (foto acima).

IURDTV- VIDEO DO INFERNO DEDICADO AOS PEDOFILOS,IDOLATRAS,INFIÉIS E ABUSADORES ETC

Veja este vídeo!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Violentada pelo próprio pai

Conheça a história de Barnielly Rocha. Ela foi abusada sexualmente e teve a vida marcada pelo sofrimento
No programa da IURD TV, desta quarta-feira (17), um testemunho chamou a atenção de milhares de internautas. Trata-se de Barnielly Rocha (foto ao lado) que, aos 12 anos, fora vítima de estupro pelo próprio pai. Foram 2 anos sendo abusada sexualmente sem poder ao menos contar para a mãe.
“Foram várias as vezes que fui abusada, dos 12 aos 14. A única pessoa que pude contar foi para meu irmão que, na época, tinha só 13 anos. Por conta disso, tive vergonha, passando desde então a ter raiva de homem e ódio do meu pai”, desabafou.
Além de filha, era também amante do pai, que aproveitava o fato de ser militar, para ameaçá-la com a arma. Foi assim que Barnielly Rocha, juntamente com a mãe e o irmão foram a IURD buscar ajuda.
Bispo Macedo falou na ocasião, que muitas pessoas trazem dentro de si uma dor que não foi superada; semelhante a vivida por Barnielly. “Na verdade, o pai dela foi possuído pelo próprio diabo. Ele foi um covarde, usava a farda de militar, depois a agredia, ameaçando-a para que ela não contasse para a mãe”, disse estarrecido.
“Quer dizer, a vida dela se tornou um inferno, obscura; tentou matar o pai, por causa dos traumas; ainda por cima apanhava dele”, resumiu o bispo Macedo.
Sobre o aborto
“Por isso eu faço uma pergunta, para aqueles que são contra o aborto: Imagine se o pai de Barnielle a engravidasse? Esse filho seria filho de Deus? Gerado no amor? Não, seria do diabo, pois é ele que está gerando filho hoje em dia. A criança pode ser perfeita. A maioria delas é gerada pelo próprio satanás; essa é uma das razões. Imagine essa menina sendo mãe por causa do abuso do próprio pai?”, declarou o bispo.
Para exemplificar a opinião, citou um trecho bíblico que diz assim: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus”. (João 1.11-13)
Ainda sobre o aborto: “É questão de inteligência. A criança não tem culpa, e nem Deus. Mas o diabo, porque só um homem endemoniado para fazer isso”.
“A Barnielly foi feita filha de Deus quando nasceu uma nova mulher. Portanto, a todos quanto O receberam e assumiram a fé nEle, deu-lhes o poder de serem filhos de Deus”, exclamou o bispo.
Hoje, ela é uma nova mulher, casada, feliz. Perdoou o pai e pode testemunhar uma vida transformada. Inclusive, o pastor Jorge, que na época a recebeu, e cuidou dela na IURD da Cancela Preta, em Padre Miguel, no Rio de Janeiro, falou diretamente do Cenáculo do Espírito Santo, da República Dominicana, como os recebeu. “Todos estavam vivendo um verdadeiro inferno; chegou com a mãe, e o irmão sofrendo, porque o pai a violava. Eu e a minha esposa cuidamos dela”, relembrou.
Bispo Macedo encerrou dizendo que a mudança foi possível porque ela se tornou uma nova criatura. “Deus faz nova todas às coisas”, finalizou maravilhado com o testemunho dela.

18º Dia do Jejum de Daniel



A Marca de Caim                                                     

Muitos têm tentado brincar de esconde-esconde com Deus.
Têm-No considerado como um velhinho cansado correndo atrás de crianças espertas.
Israel fez isso no passado.
Não deu muita “bola” para Sua voz.
Mas a história confirma que Sua voz não falhou. A rebeldia daquele povo fê-lo escravo noutras terras e, humilhantemente, envergonhado.
O mesmo tem acontecido com ex-membros, ex-pastores, ex-obreiros, ex-esposas de pastores etc., etc., etc.
Carregam a marca de Caim na face e não encontram forças para retornar à fé, porque abandonaram a Fonte das águas vivas.
E, mais uma vez, a profecia:
“Ó Senhor, Esperança de Israel!
Todos aqueles que Te deixam
serão envergonhados; o nome dos que se apartam de Mim será escrito no chão; porque abandonam o Senhor, a Fonte das águas vivas.”
Jeremias 17.13
Tem se cumprido…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...