Mostrar mensagens com a etiqueta Menssagem de fé. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Menssagem de fé. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Você é o espelho de Deus

Havia um grupo de mulheres num grupo de estudo da Bíblia, estudando o livro bíblico de Malaquias.
Como elas estavam estudando o capítulo três, encontraram o versículo que diz: ‘E terá de assentar-se como refinador e purificador de prata.' (Mal. 3:3)
Este verso as deixou perplexas e maravilhadas e elas queriam saber o que esta declaração revelava acerca das características e natureza de Deus..
Uma das mulheres se ofereceu para descobrir acerca do processo de purificação e refinamento da prata.
Naquela mesma semana esta mulher telefonou para um refinador de prata e marcou um encontro no local de seu trabalho. Ela não mencionou nada a respeito da razão de seu interesse no processo de refinação da prata, além de sua observava o forjador de metais, ele segurou uma peça de prata sobre o fogo e deixou-a aquecer bastante. Ele explicou que na refinação da prata, alguém precisa segurar a prata no meio do fogo onde as chamas estão muito quentes para expulsar todas as impurezas. A mulher meditou sobre Deus segurar-nos em tal calor para retirar nossa mancha (ou impureza - então ela pensou de novo sobre o versículo, que Ele se assenta como refinador e purificador da prata).
Ela perguntou ao purificador da prata (ou ourives), se era verdade que ele se sentava o tempo inteiro lá na frente do fogo onde a prata estava sendo refinada. O homem respondeu que sim, ele não apenas tinha de sentar-se lá segurando a prata, mas ele tinha de manter os olhos na prata o tempo inteiro que ela estivesse no fogo, pois se a prata fosse deixada um momento a mais nas chamas ela poderia ser destruída. A mulher ficou em silêncio por um momento. Então ela perguntou ao purificador da prata como ele sabia que a prata estava plenamente refinada. Ele deu um sorriso e respondeu:
Oh, essa é a parte mais fácil: quando eu vejo minha imagem reflectida nela.'Se hoje nós sentimos as chamas do fogo, por sofrer tribulações, lembre-se de que Deus está atento com Seus olhos, e Suas mãos em você até...
Vê-Lo reflectido em você!
Que o fogo do Espírito Santo purifique a sua fé assim você vai poder tudo...a fé é o poder de Deus em nossas vidas...
Abraço!... Fica na fé.
E Deus te abençoe abundantemente

domingo, 13 de setembro de 2009

ONDE ESTÁ DEUS?

Salmos 105:1-8
1 Dai graças ao Senhor; invocai o seu nome; fazei conhecidos os seus feitos entre os povos.
2Cantai-lhe, cantai-lhe louvores; falai de todas as suas maravilhas.
Quantas pessoas estão dentro da igreja rendendo graças a Deus? Tudo que buscamos é que as pessoas vivam o que está escrito na Palavra de Deus. E quantas pessoas podem realmente dar Graças a Deus?

Se ainda a vida da pessoa não é motivo para dar graças a Deus, é porque ainda não se invocou o Poder de Deus.

Quando invocamos a Deus, quer dizer, quando “lutamos” com Deus a vida terá motivos para dar graças a Deus. O mundo tem que ver nas nossas vidas que Deus está vivo.
Os feitos de Deus são para estar evidentes na vida dos que crêem. Nós temos que mostrar as maravilhas de Deus.
3 Gloriai-vos no seu santo nome; regozije-se o coração daqueles que buscam ao Senhor. 4Buscai ao Senhor e a sua força; buscai a sua face continuamente. Louvar a Deus se faz com palavras, mas GLORIFICAR a Deus, é através da vida de qualidade. O povo que busca a Deus deve ter alegria no coração, mas esta alegria, só existe de verdade quando os sonhos são realizados.
A nossa vida deve mostrar a presença de Deus, inclusive muitos confundem sentir a presença de Deus na hora da oração com ver a presença Dele na vida. É a presença de Deus que dará a sustentação para manter as conquistas da fé.

5 Lembrai-vos das maravilhas que ele tem feito, dos seus prodígios e dos juízos da sua boca,
6vós, descendência de Abraão, seu servo, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.
Se a pessoa não está realizada, a culpa não é de Deus. Com Deus deve existir um “antes” e um “depois”. Deus quer que a alegria de ter a Sua presença seja maior que todas as tristezas que viveu até então. Para que aconteça esta diferença é preciso buscar a Deus e a seu Poder.

Devemos buscar a Deus (aliança, perdão...) e o Poder (saúde, prosperidade, família unida...) Por isso não podemos admitir uma vida incompleta, diante de tudo que Deus fez e quer fazer.

Não podemos apenas falar da Palavra de Deus, Ele quer que mostremos Suas maravilhas nos nossos dias. Quem vive pela fé, tem que viver como Abraão, quem andou com Deus, foi amigo de Deus. Andar com Deus, é viver o sacrifício, é andar segundo à Voz da fé, sem desanimar!

O servo segue o exemplo do seu mestre, e Deus nos convida a ser como Abraão, sem nunca abrir mão do sonho. Quanto mais tempo passava, mais sacrificava. O normal é desanimar, se cansar, porém quem vive pela fé, a cada dia que passa, a certeza de que Deus é real é maior. Quanto mais tempo passa, maior será a entrega, o temor.

Diante de exemplo de Jacó, agora Cabe a cada um:
Lutar com Deus e com os homens e VENCER;
Lutar só com Deus e viver FRUSTRADO, por ter a Sua presença mas não viver uma vida completa;
Lutar só com os homens e PERDER;

7 Ele é o Senhor nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.
8 Lembra-se perpetuamente do seu pacto, da palavra que ordenou para mil gerações;

- Se a sua vida não está cheia da Glória de Deus, então busquemos essa glória, vamos AGIR. Ninguém pode correr só com uma perna,
e não aceitamos que a sua vida seja horrível.

Confira aqui

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

A Malícia



"Irmãos, não sejais meninos no juízo; na malicia, sim, sede crianças; quanto ao juízo, sede homens amadurecidos. "(ICo 14:20)

O malicioso é aquele que tende para o mal. Tem no diabo o seu maior aliado. Por isso o malicioso
procura sempre usar do engano.
Ele sempre vê com maus olhos, até mesmo aquele cuja intenção é a melhor.
Sua leitura bíblica não é direcionada para exortação, instrução ou inspiração próprias, mas para usar
como veículo de promoção pessoal. É o caso daquele pastor que lê a Bíblia buscando apenas algum argumento para campanha financeira.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Não devemos usar apenas palavras, mas atitude




De que modo a mulher de Deus deve se comportar diante do marido incrédulo? A mulher convertida tem o dever de testemunhar que ela é de Deus, não apenas com palavras, mas sobretudo com atitudes. Este é o único caminho para conduzir seu marido à salvação e salvar seu casamento. O Espírito Santo assim orienta:
“Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso próprio marido, para que, se ele ainda não obedece à palavra, seja ganho, sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa, ao observar o vosso honesto comportamento cheio de temor.”1 Pedro 3.1,2

Este texto sagrado diz respeito especificamente às mulheres de Deus. O procedimento delas em relação aos maridos deve estar à altura da sua fé cristã, independentemente de eles as amarem ou não.

A submissão da qual trata o apóstolo Pedro diz respeito a um comportamento tal que o marido possa ler a Bíblia na vida da esposa. Se ele confirmar sua comunhão com o Senhor Jesus, sentirá o profundo amor e a compaixão de Deus, e terá curiosidade em conhecer mais sobre a igreja que ela freqüenta.

Aí está o grande segredo do ganhador de almas! Normalmente os convertidos se preocupam muito em pregar a Palavra de Deus aos incrédulos, e se esquecem de considerar a importância maior de viverem aquilo que pregam.

Ora, pregar é muito fácil, e até os descrentes têm ensinado a Bíblia. O difícil é praticar a Palavra que se prega. Os incrédulos estão fartos de assistir os hipócritas falando de Deus e, ao mesmo tempo, tendo um comportamento irregular.

Tem muita gente sendo pedra de tropeço para outras pessoas. Infelizmente, vários maridos sentem até repugnância dos convertidos, porque têm visto suas mulheres com vestes santas aos domingos, porém durante o resto da semana agindo pior que eles, que são incrédulos.

Eles reparam em cada passo delas, para depois cobrarem. É preciso que elas vigiem constantemente, para medirem as palavras pronunciadas e viverem mais aquilo em que crêem.

Se quisermos ganhar nossos entes queridos para Jesus, devemos agir com eles pela fé, como se já fossem convertidos. Além disso, temos de praticar sempre aquilo que falamos; do contrário, de nada adiantarão nossos esforços espirituais.

Não devemos usar apenas palavras, mas atitudes de verdadeiros servos de Deus. Às vezes falamos demais e, entre as muitas palavras ditas, sempre há uma que machuca.

Lembre-se: a mensagem de DEUS pode fazer a diferença na vida de alguém próximo a você.
Trecho do livro "Perfil da Família de Deus" - Bispo Macedo

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Graças a Deus!



“Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus” (1 Tessalonicenses 5.18).

Quantas vezes temos sido surpreendidos, ora por notícias ruins, ora por situações extremamente desagradáveis? Esta sensação de desconforto, face a essas notícias e situações, piora quando elas ocorrem após uma vigília de oração ou uma reunião abençoada na igreja.

A reação imediata, quando isso acontece, é praguejar, lamentar e, o pior, comentar e divulgar para pessoas incrédulas. Eis aí uma das principais razões dos grandes fracassos no meio cristão.

Quem é de Deus vive na Luz e tudo o que acontece é para seu bem; se ganhar é bom, perder também é, pois a perda é sinal de que haverá futuras vitórias mais significativas.

Dar graças não significa resignar-se com os sofrimentos nem aceitá-los como provas vindas de Deus, tampouco é para se lamentar. O lamento dá demasiada importância ao sofrimento, o que, conseqüentemente, glorifica o mal. Isto nos faz lembrar a história dos dois vendedores de sapatos enviados para a Índia.

O primeiro, logo após ter chegado naquele país, ficou abatido e ligou para sua terra natal, pedindo para voltar, já que lá todos andavam descalços.

O segundo, muito alegre, ligou para o seu gerente pedindo-lhe para aumentar a produção, porque iria vender muito. Afinal, disse ele, o povo estava descalço e a perspectiva de venda era excelente.

Quando se vive na Luz, tudo coopera para o bem. As dificuldades são, de fato, uma grande oportunidade de aprender a depender da fé. Por isso, jamais abandone a confiança nas promessas de Deus.

Ao findar este ano, quero lembrá-los de que não adianta as pessoas terminarem o mês de dezembro desejando boas festas e próspero ano-novo uns aos outros, sem que tenham a visão de que Deus quer abençoar todos que O invocam, em espírito e em verdade. Quanto a isto, também é importante lembrá-los de que o milagre não acontece por uma ação exclusiva de Deus, mas de uma ação conjunta entre nós e Ele. Assim, a parceria com Deus é imprescindível para que haja o milagre.

Deus abençoe a todos.

Bispo Edir Macedo
www.bispomacedo.com.br

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Domingo da Aliança com Deus em Portugal


Quantas vezes você já fez uma aliança, um pacto com alguém, e decepcionou-se? Ou, talvez, viva o seu dia-a-dia, mas sente que há um vazio? Ou, ainda, não existe na sua vida a felicidade completa e, por isso, não se sente realizado(a)?
O problema de muitos que se dizem cristãos é que o seu relacionamento com o Senhor Jesus vai sendo levado sem grandes compromissos. Às vezes, a pessoa até acredita em Deus e O ama, mas isso não implica qualquer responsabilidade maior da parte dela para com Deus.
É como o rapaz que diz que ama a sua namorada, mas não assume o seu amor, fazendo uma aliança com ela – o casamento. Quando é que um homem e uma mulher se sentem realizados? Quando se casa. Porque ali, no Altar de Deus, faz-se a prova do amor que sentem um pelo outro.

Assim também é com Deus. É necessário que você, que já assumiu a sua fé, venha a fazer uma Aliança com Ele. Aliança esta que não O decepcionará, pois está escrito: “Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares. Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua.” (Isaías 55.2-3)
Não se esqueça de que uma aliança exige um sacrifício, sem o qual esta não pode existir, tal como: levar a vida de acordo com a Palavra de Deus, se batizar nas águas, ser fiel, ter um caráter íntegro, perdoar, etc. Fazendo a sua parte, Deus fará a d’Ele. Então, sinta-se realizado. Faça a sua Aliança com Deus no próximo domingo, dia 30 de agosto, às 9h30, em qualquer um dos templos da Igreja Universal de Portugal. No encontro, será servida a Santa Ceia.
“Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim.” (1 Coríntios 11.25) G.J

Fonte:Agência Unipress Universal
encontra o centro de Ajuda Espiritual mais próximo

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Palavra_da_oferta


http://files.me.com/bpjoaquim7/6zvbej.mp3
Reuni_o_BM_08-09-09_Palavra_da_oferta.mp3

Hoje vamos meditar nessa maravilhosa palavra sobre a Oferta,
se você quizer fazer downloard... Fique à vontade!
O Senhor te Abençõe!

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Boi Selvagem







Se o boi tivesse consciência de sua força, não se submeteria a trabalhos forçados. O mesmo se dá em relação aos selados com o Espírito Santo. Se eles soubessem o poder que têm, jamais lamentariam seus problemas!

Israel era escravo no Egito. Suas forças tinham se esgotado e ele estava muito debilitado. Mas, ao livrá-lo dos carrascos egípcios, Deus lhe deu a força do boi selvagem.

Você que recebeu o selo Divino precisa saber que Esse poder não lhe foi dado para falar em línguas. Mas para conquistar as “nações pagãs” que vivem ao seu redor diariamente. Em vez de ficar curtindo sua força, use-a para a glória de seu Senhor.

Nascemos de Deus, fomos selados com Seu Poder; portanto, vivamos exclusivamente para servi-Lo com mais eficiência.

Ocupe sua mente em conquistar para a glória do Senhor, a Quem você pertence! E as demais coisas (casamento, família, sucesso econômico, etc.) virão de forma natural.

Nunca permita que seu coração seja oprimido com preocupações deste mundo, porque o diabo sabe aproveitar essa fraqueza humana. Em vez disso, vamos partir para o objetivo maior: ganhar almas.

Saiba que ganhar almas é fazer a obra de Deus. Mas nem sempre fazer a obra de Deus é ganhar almas. Cuidado! Não deixe sua força ser amarrada e controlada pelo mal.

“Porém tu exaltas o meu poder como o do boi selvagem; derramas sobre mim o óleo fresco. Os meus olhos vêem com alegria os inimigos que me espreitam, e os meus ouvidos se satisfazem em ouvir dos malfeitores que contra mim se levantam.” ( Salmos 92.10-11)
Publicado por Edir Macedo
http://blog.bispomacedo.com.br

sábado, 1 de agosto de 2009

Para onde vai a sua Alma?




O dia está mesmo muito Próximo, decida-te enquanto é oportuno.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

obedecer x desobedecer‏


Um amigo, falando com uma pessoa sobre versiculos biblicos, e esta pessoa disse-lhe que não podemos levar em conta tudo o que a biblia diz, porque a biblia diz que Deus mandou matar os inimigos e por isso não podemos fazer tudo o que lemos, então se é assim, não podemos levar em conta o sacrificio de cristo, os 10 mandamentos, os dizimos entre tantas coisas que a biblia nos fala. desculpe mas isso e cegueira éspiritual alem de burrice de ir atras de ideologias humanas, devemos aprender da palavra e da nossa unção como diz nos textos abaixo.

1 S. João 2:27
E a unção que vós recebestes dele fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.

alem do mais existe este versiculo chave que quebra totalmente estas ideias erroneas

Mateus 24:35
O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão-de passar.

Mateus 5:18
Porque, em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar, será chamado grande no reino dos céus.

veja que ele mesmo assume que suas palavras não passarão, ou seja tudo o que le diz é lei e tem de se cumprir, ainda a mais ele diz que ninguem pode mudar a palavra nem acrescentar nada a ela, e ainda diz mais quem violar mudar distorcer, deturpar mudar siginificado, e ensinar isso sera chamado de menor no reino dos céus. e diz porem o que cumprir e ensinar ou seja ler o que esta escrito e ensinar conforme esta escrito nao com ideias nem teorias, sera chamado de grande nos reinos dos céus.

Mais uma vez esta provado que temos de seguir o que Jesus diz na biblia.

tem mais (Deus e tão bom, escreve tudo certinho ja sabendo que existia essas pessoas)

rebatendo a teoria dessa pessoa de que não podemos levar em conta tudo o que esta escrito porque Deus mandou matar, para entender a biblia e preciso saber a quem é dirigida a palavra, em que tempo foi escrita e quem a falou. vou dar um exemplo abaixo

1 Samuel 15:3

Vai, pois, agora e fere a Amaleque; e destrói totalmente a tudo o que tiver, e não lhe perdoes; porém matarás desde o homem até à mulher, desde os meninos até aos de peito, desde os bois até às ovelhas, e desde os camelos até aos jumentos.


Esse texto não nos dá o direito de de ler e dizer que não podemos fazer tudo o que diz na biblia, porque esta na biblia que Deus mandou matar os inimigos.

o termo "Deus mandou matar" utilizado ali não é sinônimo de "Estado". Faz referência a um outro tipo de organização social humana.

esse texto foi escrito por um autor para um receptor dentro de um contexto. O autor é Deus, o receptor é o povo de Israel do Antigo Testamento e contexto é a conquista da Terra Prometida invasões dos inimigos e era no tempo de gurerra daquela epoca. Pergunto: você faz parte do povo de Israel do Antigo Testamento? Não. Você está indo conquistar a Terra Prometidade, ou defendendo israel? Nâo. Argentinos são filisteus? Nâo. espanhois são amalequitas? Não. Paraguaios são zebuseus? Não.

por isso esta teoria esta totalmente errada, isso é desculpa de cristão que gosta de fazer tudo do seu jeito, so esta de acordo com aquilo que e agradavel, ou seja quando ele ler na biblia o Senhor te fara uma benção,a praga não chegara a tua tenta ai ele diz vou gurada esta palavra e tal! ual Deus e comigo! mas quando Deus repreende ensina a se comportar ou diz algo para sacrificar, ai vem as teorias, a mais e por isso e por aquilo que isso nao e bem assim e tal.

e não so isso de que nao podemos levar em conta tudo o que a biblia diz porque Deus mandou matar e não vamos fazer, ou seja dando desculpas para não cumprir o que esta escrito, no novo testamento ate fala o proprio Jesus diz que não devemos matar.

Mateus 5:21
Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo.

por isso não tem logica alguma alguem dizer que não podemos ler tudo na biblia e praticar ou guarda as palavras e tudo questão intelectual, e inteligencia em saber a quem é diridas as palavras, e qual tempo foi escritas na lei ou na graça e quais as condições.

Por isso temos de ler a biblia e entender, o que Deus nos fala principalmente as palavras ditas pelo proprio Jesus.

2 timoteo 2:15
Procura apresentar-te a Deus, aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade;

não adianta teorias não se pode mudar o que esta escrito, so temos de obedecer e pronto mais nada. o servo obedece sem questionar.


agora ja não és inocente sabes da verdade, se um dia leres algo e não praticares ainda que lhe custe renuncia a algo, saiba que um dia colheras por desobedecer a Deus.

Deus abençoe e não esqueça obedeça a Deus e suas palavras.

terça-feira, 28 de julho de 2009

****** PENSE NISSO!!!!!


Eram aproximadamente 22:00 horas quando um jovem começou a se dirigir para casa.
Sentado no seu carro, ele começou a pedir:
- "Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo.
Eu irei ouvi-lo.
Farei tudo para obedecê-lo"
Enquanto dirigia pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito
estranho:
- "Pare e compre um Litro de leite".
Ele balançou a cabeça e falou alto:
- "Deus? É o Senhor?".
Ele não obteve resposta e continuou dirigindo-se para casa.

Porém, novamente, surgiu o pensamento:
- "Compre um Litro de leite".
"Muito bem, Deus! No caso de ser o Senhor, eu comprarei o leite".
Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil...
Ele poderia também usar o leite.
O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa.
Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido:
- "Vire naquela rua".
Isso é loucura...
- pensou - e, passou directo pelo retorno.
Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua.
No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua.
Meio brincalhão ele falou alto
- "Muito bem, Deus. Eu farei".
Ele passou por algumas quadras quando de repente sentiu que devia parar.
Ele travou e olhou em volta.
Era uma área mista de comércio e residência.
Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança.
Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam escura,
como se as pessoas já tivessem ido dormir, excepto uma do outro lado que
estava acesa.
Novamente, ele sentiu algo:
- "Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua".
O jovem olhou a casa.
Ele começou a abrir a porta mas voltou a sentar-se. -" Senhor, isso é loucura.
Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?".
Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite.
Finalmente, ele abriu a porta...
- " Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas.
Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, muito bem.
Eu quero ser obediente.
Acho que isso vai contar para alguma coisa, contudo, se eles não
responderem imediatamente, eu vou embora daqui".
Ele atravessou a rua e tocou a campainha.
Ele pôde ouvir um barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança.
A voz de um homem soou alto:
- "Quem está aí? O que quer?"
A porta abriu-se antes que o jovem pudesse fugir.
Em pé, estava um homem vestido de jeans e t-shirt.
Ele tinha um olhar estranho e não parecia feliz em ver um desconhecido em
pé na sua soleira.
- "O que é?".
O jovem entregou-lhe o Litro de leite.
- "Comprei isto para vocês".
O homem pegou o leite e correu para dentro falando alto.
Depois, uma mulher passou pelo corredor carregando o leite e foi para a cozinha.
O homem a seguia segurando nos braços uma criança que chorava.
Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando:

- "Nós oramos.
Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado.
Não tínhamos mais leite para o nosso bebé.
Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite.
Sua esposa gritou lá da cozinha:
"Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco de leite...
Você é um anjo?"

O jovem pegou a sua carteira e tirou todo dinheiro que havia nela e
colocou-o na mão do homem.
Ele voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua
face.
Ele teve certeza que Deus ainda responde aos verdadeiros pedidos.

Agora, um simples teste para você:

- Se você acredita em Deus, envie esta mensagem para todos os seus amigos,


Você tem 24 hs por dia, gaste algumas delas para fazer o bem.
Quanto tempo você leva para parar um pouquinho e ouvir Deus?

Recebi de uma pessoa que não conheço e estou repassando...

Quanto vale o seu conhecimento?


Tenho insistido muito no assunto “conhecimento” e me preocupado em demasia com a necessidade de demover das mentes de muitos cristãos a idéia de que o conhecimento para nada vale, se temos a fé. Isso é incongruente com a Palavra de Deus! O conhecimento é o princípio do sucesso. A Bíblia nos ensina o seguinte: “Pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens, preciosos e deleitáveis. Mais poder tem o sábio do que o forte, e o homem de conhecimento, mais do que o robusto” (provérbios 24:4-5). Desprezar o conhecimento é desprezar a Deus.

Para se ter uma idéia da importância do conhecimento, veja essa história:

Certo empresário de sucesso resolveu implantar em sua empresa uma maravilhosa rede de computadores para gerenciar todos os procedimentos e assim melhorar o atendimento aos clientes, reduzir despesas e agilizar os serviços. O cérebro do sistema era um servidor especial, na verdade era um computador supersofisticado que havia custado 100 mil dólares, uma verdadeira Ferrari da computação.

Após tudo implantado, o sistema de gestão começou a funcionar perfeitamente, conforme o previsto. Com o passar dos dias, como é de costume acontecer em todas as redes informatizadas, os problemas foram surgindo. O superservidor parou de funcionar, paralisando totalmente a empresa. Os funcionários que lidavam com o sistema foram acionados, mas por mais que tentassem, não conseguiam resolver o problema.

Por fim, resolveram chamar um técnico especializado. Ao chegar, ele fez os primeiros testes e, em menos de cinco minutos, já estava com a solução. Tirou de sua maleta uma pequenina chave de fenda, apertou um parafuso e religou o equipamento. Como num milagre, a máquina funcionou perfeitamente e logo tudo estava normalizado.

Na hora de pagar pelo serviço, o proprietário se espantou quando o rapaz lhe cobrou mil reais. Indignado, o empresário lhe disse:

- Só pago quando você me mandar a nota fiscal discriminando os serviços que executou, pois eu só vi você apertando um parafuso.

– Pois bem – respondeu o moço –, amanhã lhe mandarei a nota conforme o solicitado. Tenha uma boa tarde.

No outro dia, chegou a nota fiscal e nela descritos detalhadamente os custos:

Aperto de parafuso: 1 real. Saber qual o parafuso: 999 reais.

O conhecimento é uma ferramenta de trabalho poderosa e um bem de valor inestimável que ninguém pode lhe roubar.

“O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento” ( Oséias 4:6 )

Pense e aja.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Qual é o meu direito?


Quantas pessoas famosas, importantes e capacitadas hoje estão frustradas e deprimidas, isto sem falar daqueles que se suicidaram. Tudo porque lhes faltou essa base espiritual e pensaram ao escutar a Palavra de Deus: “Isso não é para mim, é para os crentes e para as pessoas religiosas”.

E aqueles que tiveram o privilégio de ouvir a Palavra de Deus e de segurar nas suas mãos uma Bíblia, que talvez foi até presente de um ente querido ou de um amigo, mas que a desprezaram e a deixaram no seu lar apenas como adorno, nunca a tendo chegado a manusear ou ler. Essas pessoas tiveram o seu poder, a sua experiência e a sua capacidade edificadas sobre a areia.

Mas e quando os momentos difíceis chegam?

Estes sobrevêm a todos e o Senhor Jesus deixou claro que quando a chuva vem, vem sobre todos, sobre os justos e os injustos; Ele disse que quando o Sol aparece, aparece para todos, não só sobre os ricos ou sobre os pobres. Mas quantas pessoas, na sua ignorância, pensaram que podiam edificar a sua vida do seu jeito, da sua maneira, dizendo: “Eu creio assim; eu penso assim; eu acho assim; pois bem, eu farei assim. A mim pouco me importa o que diz Deus, o que Ele orienta na Sua Palavra ou o que diz a igreja. Eu nasci assim, sou assim e vou morrer assim”. E, infelizmente, antes de morrer foram humilhados, envergonhados, enganados e, o pior de tudo, morreram infelizes.

Então, se Deus existe porquê tanta desgraça? “Justiça e direito são o fundamento do teu trono; graça e verdade te precedem” (Salmo 89.14). Mas qual é o meu direito diante de Deus enquanto pecador? Tanto você como eu temos o direito que Jesus “comprou” na cruz, quando se entregou como sacrifício vivo por todos nós. Você tem o direito de ser uma pessoa alegre ao invés de triste; de ser saudável ao invés de doente; de se sentir realizada na sua vida sentimental ao invés de infeliz; de ter uma família unida e não de sofrer a dor de ver o seu lar destruído; de ser templo do Espírito Santo ao invés de ser templo de um espírito de depressão, de nervosismo, de dupla personalidade, de desequilíbrio emocional; de gozar de uma vida plena e total… Então, por que é que Deus não faz isso acontecer na sua vida? Porque Deus só pode fazer justiça na vida daqueles que buscam os seus direitos, que O buscam a Ele.

A graça de Deus é que Ele não faz acepção de pessoas, para Ele não existe pobre nem rico, europeu africano ou americano, jovem ou velho. Para Deus existem apenas dois tipos de pessoas: aquelas que crêem e aceitam; e aquelas que ouvem, mas não aceitam, não crêem e O rejeitam. Deus quer abençoar e salvar a todos, vendo-os felizes. Mas Ele só pode fazer justiça e que o direito de cada um se cumpra no seu devido tempo, quando nós O buscamos a Ele, no Seu trono.
“Bem-aventurado o povo que conhece os vivas de júbilo, que anda, ó SENHOR, na luz da tua presença” (Salmo 89.15). Diante do Seu trono, todos os problemas são afastados e n’Ele encontramos a direção para chegar onde queremos e a luz que afasta as trevas que se encontram tanto no nosso exterior como no nosso interior.

“Em teu nome, de contínuo se alegra e na tua justiça se exalta…” (Salmo 89.16). Deus quer que a sua alegria seja constante, ou seja, Ele quer que a sua saúde, o seu bem-estar físico, mental e emocional sejam contínuos. Mas tudo isto depende da justiça.
“porquanto tu és a glória de sua força; no teu favor avulta o nosso poder” (Salmo 89.17). Este versículo liberta-o e se Deus é a sua força, então, Ele fará justiça e você será honrado. Estando no favor de Deus, Ele engrandece e aumenta o poder que se encontra dentro de nós e que se chama FÉ.

Bispo Júlio Freitas

Fonte: Iurdportugal/news

terça-feira, 21 de julho de 2009

INFLUENCIADO?


Existe o jovem influenciador; ou seja, aquele que tem o poder de influenciar os outros ao seu redor. Quase sempre o mundo dá destaque ao mau influenciador e não ao bom.
Assim, temos hoje em dia jovens artistas levando mensagens destrutivas, quer através da música ou dos filmes, das novelas, etc., passam aos seus admiradores um incentivo à prostituição, aos vícios ao sexo deliberado, à rebeldia aos pais e toda sorte de males.
Com toda essa pressão, então, só resta aos mais fracos e desavisados, os influenciados, seguirem nesse caminho e procurarem ser iguais aos outros. Aí, tem início uma verdadeira batalha na mente do adolescente: “Será que sou homossexual?”; “Será que sou atraente?”; Acho que ninguém gosta de mim!”; “Eu sou burro, nunca aprendo nada, acho que nunca vou ser alguém!”; “Em que eu vou me formar?”; “Qual a carreira que deve seguir?”; “Como vai ser quando eu tiver a minha primeira experiência sexual?”; “Acho que vou deixar os estudos!”, e coisas desse tipo.
Mas quem é de Deus sabe que isso é o resultado da pressão exercida pelo diabo na mente do jovem, com o propósito de fazê-lo escolher o caminho errado.
Questões como essas são capazes de deixar o adolescente confuso, deprimido e desorientado. Por isso é preciso que você entenda o seguinte:

1. Você não é o único
A adolescência em si é um período de transição e todos os jovens, quer em maior ou menor escala, têm os seus medos e preocupações.

2. Não se deixe influenciar
Não seja semelhante ao piolho, que anda pela cabeça dos outros. Tenha personalidade para decidir o que é melhor par você.Não aja precipitadamente
Muitos adultos hoje choram amargamente uma decisão impensada que tomaram na juventude. Se, quando jovem, tivessem a mente que têm hoje, jamais teriam deixado de estudar ou se entregado sexualmente antes do casamento, etc.

3. Busque ajuda
Em quem pode ajudá-lo, obviamente. Sua primeira opção deve ser o pai ou a mãe. Se ali não encontrar apoio, não vá contando seus problemas a qualquer um, você pode nos procurar vamos ajudá-lo (a)

Fonte: Movimento Jovem

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Inveja? Eu não!


Querer ter o que o outro tem, é algo até normal nas empresas. Dentro dos limites éticos e no cumprimento das leis, isto se chama competição. E a competitividade, é essencial para que haja crescimento e qualidades em todas as áreas profissionais. Por esta razão, é que o monopólio é negativo pois elimina a competitividade.

Quando existem várias empresas ou vários profissionais, agindo ou actuando na mesma área, todos procuram a melhor qualidade no atendimento, nos produtos e nos prazos. Ganha com isso, o consumidor que tem um serviço melhor e a empresa ou profissional que apresentou mais qualidade.

Mas quando uma pessoa, começa a sentir raiva ou ódio por não ser igual ou ter o que o outro tem, aí, é inveja! O que a Bíblia chama de podridão dos ossos! (Pv 14.30)

E o perigo maior, é quando o invejoso não podendo ser igual ou ter as coisas que o invejado tem, tenta criar situações no ambiente de trabalho para fazer com que o invejado deixe de ser o que é, e perca o que tem. “porque onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda obra má”(Tiago 3:16)

Sem falar naqueles invejosos que chegam ao ponto de buscar em forças ocultas alguma maneira de destruir a vida daquele de quem tem inveja. É um sentimento tão maligno que pode levar o invejoso a desejar em alguns casos a morte do invejado. Como no caso de Saul que via em Davi um concorrente ao trono e tentou matá-lo por várias vezes. “Procurou Saul encravar a Davi na parede, porém ele se desviou do seu golpe , indo a lança a ferir a parede.” ISm 19.10

E também no caso dos filisteus que com a inveja da riqueza de Isaque jogavam terra para tapar os seus poços, para que com isto, causar prejuízos: “E, por isso, lhe entulhavam todos os poços… enchendo-os de terra” Gn 24.14

Fonte: Congresso Financeiro

quinta-feira, 16 de julho de 2009

A revolta que motiva a Fé


A revolta é a mãe da coragem, a qual impulsiona a Fé. A Fé para ser prática tem que haver coragem. Como no passado, actualmente, Deus está à procura de um líder, que o povo precisa. Moisés foi corajoso, revoltou-se contra a situação que o seu povo vivia, e não ficou parado. Deus permite a acção do diabo no mundo, mas em compensação Deus deu-nos uma arma capaz de neutralizar toda a acção maligna, que é a espada do Espírito Santo, a Palavra de Deus. A Fé que temos no coração foi depositada pelo Espírito de Deus, para fazermos uso dela contra todo o mal.
Sabemos que toda e qualquer conquista tem um preço e o preço do bem é a vitória do bem sobre o mal. Não se pode conquistar nada de bom sem que antes se vença completamente. O Senhor Jesus deixou isso muito bem claro, “ Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança está tudo quanto tem. Mas, sobrevindo outro mais valente do que ele, e vencendo-o, tira-lhe toda a sua armadura em que confiava, e reparte os seus despojos” (Lucas 11:21-22). Desde o início que vence o mais forte. A pessoa que se torna revoltada, torna-se numa pessoa mais forte, mas se fica acomodada torna-se fraca, fica dominada e sem nenhuma condição para vencer.
A história dos filhos de Israel mostra justamente isso. A terra de Canaã foi prometida a Abraão, a Isaque e a Jacó, mas para os filhos de Israel viverem e desfrutarem dela foi necessário tirar e despojar os moradores e os intrusos que lá moravam. A ordem de Deus era que o Seu povo derrotasse definitivamente os seus inimigos. Não poderia haver aliança com os inimigos. A vitória tinha que ser total e completa. Não poderia haver pena do inimigo.
Não podemos aceitar que na sexta-feira Santa, seja relembrada apenas a morte do Senhor Jesus, pois ele ressuscitou e como Ele ressuscitou a nossa vida tem que mudar.
Se Jesus não ressuscitou é vã a nossa pregação. Tudo o que fazemos é vão. Agora, se realmente ele ressuscitou, se Ele está vivo o doente tem que ser curado, o endemoninhado tem que ser liberto, o que está na miséria tem que sair da miséria. Não podemos aceitar que Jesus esteja vivo e Ele não se manifeste, agora para Ele se manifestar é preciso que nós nos manifestemos também. E para isso é preciso coragem.
O Espírito da Palavra é de revolta contra a situação!

Bispo Macedo

segunda-feira, 13 de julho de 2009

O que pode impedir seu crescimento?


A sua vitória é a vitória de Deus.
É comum a pessoa que toma a decisão de seguir Deus, de assumir a sua fé, sofrer perseguição por parte daqueles que estão ao seu redor. Por isso, ela tem de estar preparada para vencer não só o mal, mas principalmente a si mesma, ou seja, as suas emoções.



Agora, pode ser que você esteja se perguntando: eu assumi a minha fé, creio em Deus, então por que Ele não tem dado ouvidos ao meu clamor? Por que minha vida continua do mesmo jeito?

Só existe uma maneira para acontecer a transformação na vida de uma pessoa: quando ela toma a decisão de sacrificar a sua vontade em obediência à Palavra de Deus. Então, enquanto você não conseguir vencer as suas dúvidas e os seus sentimentos, os problemas prevalecerão.



Gideão, por exemplo, só teve capacidade, condições de derrotar seus inimigos, que eram muitos, quando ele, seguindo a determinação de Deus, conseguiu vencer a si mesmo, porque, na verdade, o seu maior inimigo era ele próprio. Veja que, primeiro Deus trabalhou no coração de Gideão, que se julgava incapaz por ser o menor de sua casa e pertencer à família mais pobre de Israel. No entanto, O Senhor disse: ¨Eu sou contigo¨. Depois, o orientou em relação à idolatria e mandou que derrubasse o altar de Baal, o que foi um grande sacrifício para Gideão, pois todos os religiosos se levantaram contra ele. (Juízes 6.12-14).



Hoje, existem muitas pessoas dependentes da religião que, entusiasmadas, tentam interpretar a Bíblia e se esquecem do principal, que é viver em comunhão com Deus. Por conseqüência, são inseguras e sem a direção do Espírito Santo, sempre precisam de algo ou alguém que as apóie, pois nunca conseguem tomar uma decisão que seja capaz de transformar as suas vidas. No entanto, aqueles que tiveram um verdadeiro encontro com Deus não têm medo de praticar o que Ele fala através da Sua Palavra, por isso não acontece uma melhora, mas sim uma mudança em todos os sentidos.Vamos analisar o que Deus pediu a Gideão: ¨Naquela mesma noite, lhe disse o Senhor: Toma um boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derriba o altar de Baal que é de teu pai, e corta o poste-ídolo que está junto ao altar. Edifica ao Senhor, teu Deus, um altar no cimo deste baluarte, em camadas de pedra, e toma o segundo boi e o oferecerás em holocausto com a lenha do poste-ídolo que vieres a cortar.¨ (Juízes 6.25,26).



Deus foi específico em seu pedido. Ele queria o segundo boi, que estava sendo preparado para Baal, pois tinha exatamente a idade correspondente aos sete anos em que o povo de Israel estava sendo oprimido pelos midianitas. Gideão ouviu e fez o que o Senhor lhe ordenara.



Amigo leitor, para que você seja vitorioso e liberto da opressão, da humilhação, da vergonha, do fracasso, da frustração amorosa, das dívidas, enfim, dos problemas que têm perturbado e tirado o sossego do seu coração, é preciso coragem, força e disposição para fazer o que Deus pede, como Ele determina e não como você imagina ou deseja que seja feito. Isto é, o seu sacrifício.



Lembre-se: a sua vitória é a vitória de Deus. Quando você é um derrotado, está envergonhando o nome do Senhor Jesus.

Quando Deus disse para Gideão: ¨Vai¨, ele não teve dúvidas e fez o sacrifício sem perguntar como iria tirar o ídolo e oferecer o segundo boi que pertencia a seu pai. Ele não questionou, não argumentou. Ele creu, obedeceu, e por isso foi vitorioso sobre seus inimigos.

Portanto, o que vai mudar a sua vida é a sua atitude de fé. Na verdade, a única pessoa que pode impedir o seu crescimento é você mesmo!

Bispo Clodomir Santos

segunda-feira, 6 de julho de 2009

MOTIVAÇÃO


Melhorar sempre, não seria essa também uma preocupação que nós, deveríamos ter? Embora, saibamos bem que tudo para o cristão é mais difícil, Temos, sim, de investir todos os recursos que tivermos disponíveis em nossa própria capacitação profissional.

Acredite, o dinheiro investido em nós mesmos é mais valioso do que a bolsa de valores ou outras aplicações financeiras quaisquer. Portanto, não meça esforços para avançar em seus conhecimentos, preocupe-se em desenvolver seu potencial intelectual, leia mais, estude mais sobre o que faz, invista um pouco mais em você. Conhecimento é poder, e no mercado de trabalho valemos o quanto sabemos. Se você souber muito, valerá muito. Se não souber nada...

Quem domina bem o que faz, não enriquece o patrão; pelo contrário, fica mais rico do que ele. Pense. “Lembremo-nos de Jacó!”
O Patrão tem a empresa e você tem o conhecimento. Quem é, portanto, o mais rico?
Sem dúvidas, o mais rico não é aquele que tem dinheiro e não detém o conhecimento, mas sim o que detém conhecimento, pois com ele se conquista o dinheiro

O Cristão deve aprender novas coisas. Durante toda a vida. Aprender significa crescer.
Curiosidade intelectual é a chave para uma das maiores vantagens na competição profissional – a informação actualizada. Aprender significa não só adquirir novos conhecimentos. Significa, também, aprender com os próprios erros.



Esforce-se (forma exortativa)

Vamos nos esforçar (forma motivadora)


“Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele” ( Mateus 11:12 ).

terça-feira, 30 de junho de 2009

Visão



Visão, no sentido literal da palavra, quer dizer: função sensorial pela qual os olhos, por intermédio da luz, põem o homem em relação com o mundo exterior. No entanto, não vamos falar de visão física, até porque esta
é limitada, vamos, sim, nos fixar na visão espiritual, que, por intermédio da luz da Palavra de Deus, faz gerar a fé sobrenatural, que põe o homem em relação com o mundo espiritual, pois esta, sim, é ilimitada. E umas das funções da fé é capacitar o ser humano para ver o invisível. Pois ela transcende o que é lógico, viaja mais longe do que o nosso pensamento ou imaginação. Assim como um edifício que existe na mente do arquitecto,
a fé sobrenatural suplanta a inteligência humana porque procede de Deus. E como exemplo de visão iremos falar de um “cego”.

“Aconteceu que, ao aproximar-se ele de Jericó, estava um cego assentado à beira do caminho, pedindo esmolas” (Lc 18.35). Ele pedia esmola porque estava cego, tal como a pessoa, enquanto está cega espiritualmente, vive a pedir esmola a Deus, pois não consegue ver a Sua Grandeza, e certamente viverá na dependência dos outros.

“E, ouvindo o tropel da multidão que passava, perguntou o que era aquilo. Anunciaram-lhe que passava Jesus, o Nazareno” (Lc 18.36-37). Quando lhe anunciaram o Senhor Jesus, a sua visão espiritual foi despertada. Então, ele clamou: “Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim! E os que iam na frente o repreendiam para que se calasse; ele, porém, cada vez gritava mais: Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” (Lc 18.38-39). Observe que o cego começou a clamar independentemente de todas as dificuldades, não ficou à espera que Jesus fosse ao seu encontro ou que alguém intercedesse por ele, pois quando uma pessoa está decidida à cerca daquilo que quer, não aceita que alguém o faça por si, pelo contrário, empenha-se, dedica-se a 100% até alcançar aquilo que almeja.

“Então, parou Jesus e mandou que lho trouxessem. E, tendo ele chegado, perguntou-lhe: Que queres que eu te faça? Respondeu ele: Senhor, que eu torne a ver! Então, Jesus lhe disse: Recupera a tua vista; a tua fé te salvou.
(Lc 18.40-42). O pedido que uma pessoa faz a Deus mostra o tamanho da sua fé e também da sua visão. Para nós que pregamos a Palavra de Deus é muito mais fácil fazer com que uma pessoa que já teve tudo na vida e perdeu acreditar que pode recuperar, do que levar uma pessoa que nunca teve nada a acreditar que se possa tornar rica. Cada pessoa tem uma maneira diferente de fazer ou ver as coisas.

Estavam três pedreiros a trabalhar lado a lado, fazendo exactamente a mesma coisa. Uma repórter aproximou-se e fez-lhes a mesma pergunta: “O que está a construir?”.

Vejamos as respostas:
Primeiro pedreiro: “Estou a unir tijolos com massa”;
Segundo pedreiro: “Estou a erguer uma parede”;
Terceiro pedreiro: “Estou a construir uma grande e maravilhosa catedral”.


Os três faziam a mesma coisa, mas o resultado do trabalho é totalmente diferente quando a motivação, qualidade e o lucro residem na gratificação pessoal.

A visão é totalmente diferente de pessoa para pessoa. Assim também é a fé! Cada um tem a sua! É claro que a fé é uma convicção abstracta, que precisa de ser manifestada de forma concreta, senão não produz nenhum benefício prático. As pessoas de visão, quando as crises e situações adversas ocorrem, conseguem ver oportunidades, transformar o veneno em remédio, fazer do limão uma limonada. Enquanto as outras só vêem desgraças ou até mesmo o fim dos seus sonhos.

Como mudar a visão?
A partir do momento em que a pessoa deixa de ser um trabalhador inconsciente para ser um trabalhador consciente. Quando a mente infrutífera se transforma em mente geradora de novas ideias.

Quando a mínima dúvida ou suspeita de incapacidade forem trocadas pela fé em si mesma, no seu potencial e, sobretudo, em Deus, deixando de olhar para trás e olhando somente para o futuro.

Foi assim que Deus viu Abraão, não um homem idoso, com quase 100 anos, casado com uma mulher com quase noventa anos e estéril, mas alguém que viria a ser o Pai de grandes Nações. “...Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua descendência” (Gn 15.5).

Fonte: Congresso Financeiro
Segunda-Feira as 20hs - Lisboa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...